Agende seu atendimento

5 dicas de aposentadoria do MEI

*Parish & Zenandro Advogados – www.pz.adv.br

O MEI – Microempreendedor Individual é um profissional autônomo, mas que se legaliza para ser um pequeno empresário. Portanto, possui alguns benefícios tributários e previdenciários, assim como facilidades com a abertura de conta bancária e pedidos de empréstimo, por exemplo.

Contudo, muitos profissionais ficam em dúvida sobre o direito previdenciários, principalmente quando se trata sobre a aposentadoria do MEI.

Para te ajudar, listamos 5 dicas importantes sobre a aposentadoria do MEI:

1) Tempo de contribuição e idade mínima

Para ter direito à aposentadoria por idade, o MEI deve ter contribuído para o INSS por um mínimo de 180 meses, o que equivale a 15 anos. Além disso, a idade mínima para mulheres é de 62 anos e para homens é de 65 anos.

2) Regularidade das contribuições

O Microempreendedor pode recolher a contribuição previdenciária com um valor reduzido, portanto, o valor de contribuição será de 5% sobre o salário mínimo. Manter em dia com as contribuições mensais é fundamental. A data limite para a contribuição mensal é sempre o dia 20 do me seguinte ao que se deseja recolher.

O MEI que possui débitos com o INSS pode ter seu direito à aposentadoria comprometido. Por isso, é essencial regularizar qualquer pendência e, se possível, evitar atrasos nos pagamentos.

3) Formalização como MEI

Apenas aqueles que se registram formalmente como Microempreendedores Individuais (MEI) e pagam regularmente o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) têm direito aos benefícios previdenciários.

É esse documento que garante a contribuição ao INSS e outros impostos relacionados à categoria, sendo indispensável para assegurar a elegibilidade aos benefícios previdenciários.

4)  MEI pode ser somado com outras contribuições?

Sim, caso o MEI exerça outra profissão, ele deve continuar recolhendo a contribuição previdenciária nas duas atividades. O MEI tem a opção de pagar uma Guia complementar de até 15% para a previdência.

Dessa forma a sua contribuição como MEI pode ser somada com outras contribuições (por exemplo CLT), podendo ter direito à um valor diferenciado de aposentadoria.

5) Aposentadoria por Incapacidade Permanente (Invalidez)

Para ter direito à aposentadoria por invalidez, o MEI deve ter realizado no mínimo 12 meses de contribuição. No entanto, em casos de acidente de qualquer natureza, essa carência não se aplica.

A aposentadoria MEI é um direito de todos os que se formalizam e cumprem com as obrigações fiscais e previdenciárias, mantendo regular a contribuição ao INSS e observando os requisitos de idade e tempo de contribuição.

Ainda restou alguma dúvida sobre a aposentadoria do MEI? Procure um advogado de sua confiança para mais esclarecimentos.

O MEI – Microempreendedor Individual é um profissional autônomo, mas que se legaliza para ser um pequeno empresário. Portanto, possui alguns benefícios tributários e previdenciários, assim como facilidades com a abertura de conta bancária e pedidos de empréstimo, por exemplo.

Contudo, muitos profissionais ficam em dúvida sobre o direito previdenciários, principalmente quando se trata sobre a aposentadoria do MEI.

Para te ajudar, listamos 5 dicas importantes sobre a aposentadoria do MEI:

1) Tempo de contribuição e idade mínima

Para ter direito à aposentadoria por idade, o MEI deve ter contribuído para o INSS por um mínimo de 180 meses, o que equivale a 15 anos. Além disso, a idade mínima para mulheres é de 62 anos e para homens é de 65 anos.

2) Regularidade das contribuições

O Microempreendedor pode recolher a contribuição previdenciária com um valor reduzido, portanto, o valor de contribuição será de 5% sobre o salário mínimo. Manter em dia com as contribuições mensais é fundamental. A data limite para a contribuição mensal é sempre o dia 20 do me seguinte ao que se deseja recolher.

O MEI que possui débitos com o INSS pode ter seu direito à aposentadoria comprometido. Por isso, é essencial regularizar qualquer pendência e, se possível, evitar atrasos nos pagamentos.

3) Formalização como MEI

Apenas aqueles que se registram formalmente como Microempreendedores Individuais (MEI) e pagam regularmente o DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) têm direito aos benefícios previdenciários.

É esse documento que garante a contribuição ao INSS e outros impostos relacionados à categoria, sendo indispensável para assegurar a elegibilidade aos benefícios previdenciários.

4)  MEI pode ser somado com outras contribuições?

Sim, caso o MEI exerça outra profissão, ele deve continuar recolhendo a contribuição previdenciária nas duas atividades. O MEI tem a opção de pagar uma Guia complementar de até 15% para a previdência.

Dessa forma a sua contribuição como MEI pode ser somada com outras contribuições (por exemplo CLT), podendo ter direito à um valor diferenciado de aposentadoria.

5) Aposentadoria por Incapacidade Permanente (Invalidez)

Para ter direito à aposentadoria por invalidez, o MEI deve ter realizado no mínimo 12 meses de contribuição. No entanto, em casos de acidente de qualquer natureza, essa carência não se aplica.

A aposentadoria MEI é um direito de todos os que se formalizam e cumprem com as obrigações fiscais e previdenciárias, mantendo regular a contribuição ao INSS e observando os requisitos de idade e tempo de contribuição.

Ainda restou alguma dúvida sobre a aposentadoria do MEI? Procure um advogado de sua confiança para mais esclarecimentos.

Siga o @pzadv nas redes sociais!

NOSSOS ESCRITÓRIOS

  • Rua Frederico Simões, nº 153, Ed. Empresarial Orlando Gomes, 13º andar Caminho das Árvores | Salvador/BA • CEP 41820 774
  • Rua Barão do Rio Branco, n 882, Centro Médico Augusto Freitas, sala 601 – 6º andar. Centro, Feira de Santana CEP 44001-535
  • Rua Santa Bernadete, n 18, Ed. Empresarial Empório, sala 16. Centro (ao lado do Colégio Polivalente), Camaçari CEP 42800-035
  • Avenida Nilton Oliveira Santos, n 122, 1º andar – Centro (em cima da Caixa Econômica e em frente ao INSS), Santaluz CEP: 48.880-000
  • Av. Dr. Nelson Leal, n 170, 1ª andar. Centro (em frente ao INSS), Livramento de Nossa Senhora – CEP 46140-000
  • Prefeitura Avançada da Orla, Box 08, Estrado do Coco, Abrantes, Camaçari/BA
  • Rua Dr. Alfredo, n 88, Centro, Conceição da Feira. (Ao lado dos Correios e da loja de Nil Bazar). CEP: 44320-000.
  • Praça Barão do Rio Branco, n 67, Loja 5. (na Galeria da Caixa Econômica Federal), Queimadas CEP: 48.860-000
  • Praça JJ Seabra, n 11, 1º andar, Sala 03, Centro, (Em cima da Distak Móveis e em frente ao mercado Lider), São Gonçalo CEP 44330-000.
  • Rua Mané Garrincha, s/n, Centro. Referência: Próximo a Igreja Católica e ao lado do Cartório de Registro Civis. CEP:48750-000.